Wednesday, February 24, 2010

Política do beijo na testa

Quem nunca passou por uma situação inusitada, a exemplo de encontrar o ex namorado (as vezes já é uma situação estranha por si só) e ter no momento da despedida, um beijo na testa...
Muitos sentimentos a vapor, sensações se confundem - é complicado.

Vendo esse poema no blog de uma querida futura jornalista, me inspirei e cá estou eu, voltando a postar. Com vocês, Tamyris Torres!



http://4.bp.blogspot.com/_jQdB25e12PU/SkBPhowbt2I/AAAAAAAAAEg/b4JC6OXCecA/s320/beijonatesta.jpg


A testa está para o nariz assim como está para os lábios
Os lábios querem tocar outros
O sentimento é recíproco
A unidade não é aparente
Os meios não são distintos
Mas a vontade da testa é de não ser beijada
Porque o gosto dos lábios é mais perfeito
Estranho, estranho mil vezes estranho
Do gosto e do relevo arredondado
Eu não esqueço
Gostoso, gostoso mil vezes gostoso
Porque que pra mim é complicado
Porque a aproximação é boa
A testa não quer ser beijada
Porque a boca está invejando
Quando eu fecho os olhos
Não estou esperando um beijo na testa

Tamyris Torres


Aproveitem enquanto é tempo dquele beijo que, um dia, fará falta. Pra sempre.
Militcha A.

2 comments:

Tamyris Torres said...

Oi Militcha...
gostei mesmo do seu blog. Só falta vc voltar a postar!!! Sei que tem talento...
beijão

RaissaDebora said...

oii! lindo poema! pequeno e direto.
eh verdade, as vzes essa situaçao eh bem chata mesmo
bju

letracomasa.blogspot.com